Power banks e baterias! Por quê não é possível importar e comprar elas no exterior ?

Essa é uma dúvida muito frequentes nos grupos do canal nas redes sociais, diariamente pessoas perguntam porque power banks e baterias não tem a opção de envio para o Brasil em grandes sites de vendas da China como Gearbest e Banggood, então neste post vou esclarecer essas dúvidas.



Atualização!

Banggood começou à enviar powerbanks para o Brasil, acesse: Banggood está enviando power bank para o Brasil! e entenda!

Depois de pesquisar em sites como Gearbest e Banggood você encontra aquela power bank que estava precisando, perfeita e muito barata, porém ao tentar comprar encontra encontra a informação de que o produto não pode ser enviado para o Brasil.

Ou pior, você até consegue comprar a Power banks, e o produto é enviado, no entanto ao rastrear o pacote encontra informação de o produto vai voltar ao remetente, pois o mesmo não pode ser transportado.

Mas por quê Power banks não podem ser importadas?

A proibição do transporte de baterias de íon lítio (UN 3480) é uma determinação da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI)

Algumas pessoas acham que o problema esta na loja que não quer vender ou coisa do tipo, mas não é isso!

A restrição fica por conta das empresas aéreas, que por motivos de segurança não realizam o transporte de baterias de íon lítio (UN 3480).

E só para vocês terem uma ideia do quanto isso é serio, algumas das maiores fabricantes de aviões do mundo como a Airbus, Boeing e Embraer, emitiram comunicados oficiais informando que os aviões que elas fabricam não foram suportados para combater o fogo que é gerado pelas baterias de íon lítio (UN 3480).

Ainda em testes realizados, mostraram que uma única bateria danificada ou em curto-circuito pode propagar combustão e comprometer as baterias adjacentes.

Com isso Organização de Aviação Civil Internacional (OACI), determinou a restrição do transporte das baterias de íon lítio (UN 3480) em aeronaves cargueiras, e a ANAC no Brasil também seguiu essa recomendação e desde o dia 1° de abril de 2016 proibiu o transporte de baterias de íon lítio como carga em aeronaves de passageiros em todo o território nacional.

Na bagagem de mão pode!

Na matéria publicada no site oficial da Anac algum tempo atrás sobre o assunto, informa que a proibição imposta pela OACI para o transporte de baterias íon lítio, não altera as regras aplicáveis às bagagens.

Ou seja passageiros que necessitem levar baterias de íon lítio sobressalentes, como uma bateria extra para a câmera fotográfica, somente poderão fazê-lo na bagagem de mão desde que não excedam 160Wh. Levar baterias de íon lítio em bagagem despachada ou acima de 160Wh é proibido.

Equipamentos com baterias também estão sendo barrados

Apesar de no site da ANAC informar que a proibição não se aplica a baterias de íon lítio embaladas com o equipamento ou instaladas em equipamento (UN 3481), ou seja, a proibição como carga em aeronaves de passageiros restringe-se apenas ao transporte das baterias de íon lítio transportadas isoladamente, existem vários relatos de pessoas que compraram equipamentos com baterias lá fora que estes não chegaram possivelmente devido a questão da bateria.

Eu mesmo já tive algumas experiências, em 2013 quando comprei um Phantom 1.1.1 da DJI, fiz unboxing dele aqui em vídeo, ele foi enviado sem a bateria de LiPo, justamente para evitar problemas no transporte.

Outro caso mais recente foi na compra do Haier XShuai T370 Robotic Vacuum, que é um desses aspiradores de pó inteligente e como ele possui bateria interna, acabou voltando ao remetente, no caso a Gearbest, e ao consultar o código de rastreio encontrei a informação de “item proibido”, o que só me leva a crer que trata-se da questão da bateria.

Nos grupos do canal recebi também outros relatos parecidos com drones e carrinhos de controle remoto que usam como fonte de energia bateria.

Então agora você já sabe o porque é tão difícil importar baterias e powerbanks lá de fora, pois a restrição encontra-se nas empresas aéreas que seguem as recomendações dos fabricantes de aeronaves.

Um comentário em “Power banks e baterias! Por quê não é possível importar e comprar elas no exterior ?

  • 20 de junho de 2018 a 16:45
    Permalink

    ICAO somente baniu as ION Lithium, nao entendo porque as empresas chinesas pararam de mandar as NIMH , nao ah restricoes a esses tipos alem do envio pela norma a199.

    NiMH batteries in all forms of Transport (air, sea, or ground) are packed in save and
    strong outer packaging and in a manner that prevents short circuit.
    Air:
    NiMH Batteries (also referred as “Dry cells”) are not defined as dangerous goods under IATA
    Dangerous Goods Regulations (DGR) 57
    th
    edition 2015. This kind of batteries are not subject to the
    IATA-DGR as they are compliant with the special provision requirements.
    In addition, the IATA-DGR require the words “not restricted” and Special Provision number A199 on
    the air waybill, when air waybill is issued.
    Sea:
    For maritime transport the NiMH batteries are regulated by IMDG (International Maritime
    Dangerous Goods) under
    UN3496 BATTERIES, NICKEL METAL HYDRIDE, CLASS 9 with Special Provision 117 and 963
    All NiMH batteries must be securely packed and protected from short circuit.
    They are not subject to other provisions of this Code if less than 100 Kg total gross weight is loaded in
    a cargo transport unit.
    If a quantity of 100 Kg or more total gross weight is loaded in a cargo transport unit, the following
    requirements must be full filled:
    1)
    IMO-Declaration (Dangerous Goods transport documentation for sea transport) must be
    accompanied to the shipment
    2)
    shipment must be described as “
    UN3496 BATTERIES, NICKEL-METAL HYDRIDE, CLASS 9”
    in the shipper’s declaration for dangerous goods (IMO-Declaration)
    3)
    The dangerous goods description must also mentioned on the Dangerous Goods Manifest
    and the detailed stowage plan in compliance with the IMDG code requirements for
    shipboard documentation.

    alguem ta perdendo dinheiro a toa !

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *